Navegolandia » Esportes » Regras da natação resumo

Regras da natação resumo

O esporte é um exercício muito benéfico para a saúde, que aos poucos foi incluído na grade de educação de algumas escolas, seguindo algumas regras competitivas.

A prática da natação surgiu popularmente na Grécia e Roma antiga, onde o atividade física fazia parte do treinamento dos soldados. Inclusive era pauta de assunto entre os filósofos da época. Platão, por exemplo, afirmava aquele que o homem tinha habilidades com o nado, ou simplesmente não sabia nadar, era uma pessoa sem educação.

natação história

Em 1904 estima-se que ocorreu a primeira disputa inter-estadual de natação.

Somente a partir do século XIX, que a natação passou a ser uma atividade de desporto. Cada vez mais as competições ganhavam espaço e notoriedade. As primeiras provas foram realizadas na cidade de Londres, aproximadamente em 1837.

No Brasil o esporte ganhou repercussão através da fundação da União Regatas Fluminense, em julho de 1897, uma ideia feita em comunhão com os clubes Botafogo, Icaraí Gragoatá e Flamengo.

No que se diz respeito a âmbito mundial, a natação é controlada pela FINA, (Federation Internationale de Natation), criada em 1908, que também como atributo, administra as modalidades esportivas dos saltos ornamentais, do nado sincronizado e do pólo aquático.

Como toda modalidade esportiva de competição, há imposição de inúmeras regras que devem ser seguidas pelos competidores, organizadores e juízes da prova. Geralmente na natação, a competição é disputada entre oito atletas, divididos por raias, os que possuírem melhor tempo são posicionados nas raias centrais.

São existentes quatro estilos de nado:
Nado borboleta – A saída do atleta é feita fora da água, mantendo os dois pés na mesma distância da parte dianteira. O corpo deve ser mantido sobre o peito exceto na virada, mas os ombros precisam estar em linha com a superfície da água.

modalidade de natação

A saída é feita com salto fora da piscina.

Nado peito – A saída do atleta é feita fora da água. Os ombros devem ser mantidos paralelos com a superfície normal da água e os braços simultâneos no mesmo plano horizontal, sem que seja feito qualquer movimento alternado. Na chegada da prova, o nadador precisa tocar a marca com as duas mãos juntas.

Modalidade de natação

Os ombros devem ser mantidos paralelos com a superfície da água.

Estilo livre – A saída do atleta é feita fora da água. Nessa modalidade é possível utilizar de qualquer nado, no entanto, qualquer parte do nadador deve tocar a parede da piscina em cada volta e também na finalização.

Nado de costas – O competidor inicia a prova dentro da piscina. No sinal de partida e quando virar, o nadador tem que dar um impulso e nadar de costas durante todo o percurso, com exceção do momento da volta. Pra finalizar a prova o nadador tem que tocar a parede na posição de costas

Modalidade de natação

Nada-se de costas o tempo todo, com exceção das viradas.

Nado medley – Pode ser disputado individualmente ou categoria de revezamento. É preciso nadar os quatro nados na seguinte ordem: borboleta, costas, peito e nado livre (individual) e costas, peito, borboleta e nado livre (revezamento).

As desclassificações ocorrem se não forem cumpridas as regras de cada modalidade ou se por ventura for cometidas as falta de queima da raia, sair antecipadamente por duas vezes, não encostar em nenhuma parte do corpo na borda da piscina, atravessar ou atrapalhar as outras raias.

regras da natação

É contra as regras utilizar objetos como luvas e pés de pato nas competições.

Curisosidade:

Os principais atletas da modalidade natação foram – Duke Kahanamoku (EUA), vencedor dos 100m, nado livre nos Jogos de 1912 e 1920 e Ame Borg (Suécia), vencedor dos 1.500m, nado livre, em 1928.
O recorde olímpico dos 50 metros livres está nas mãos do brasileiro Cesar Cielo, que realizou a prova em 21s30 ao disputar os Jogos Olímpicos de Pequim, ano de 2008.

      

Fique informado receba nossas atualizações gratuitamente !

Textos:

Pontos marcantes da História do Brasil
Formas de governo monarquia
Quais os poderes do Batman