Navegolandia » Novidades » Saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial

Saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial

Os líderes do partido liberal-conservador russo, que conseguiram reverter o reprocesso da Rússia por ter entrado na Primeira Guerra Mundial, numa tentativa de reerguer o país e dar melhores condições de vida a população.

A Primeira Guerra Mundial representativamente se tornou um marco importante para a história da humanidade, mesmo porque foi a partir dela que surtiu a terrível Segunda Guerra Mundial. O fator causante de ter ocorrido esse enorme conflito se deu devido o assassinato do arquiduque e herdeiro do trono austríaco, Francisco Ferdinando, juntamente com sua esposa, isso no dia 28 de junho de 1914.

slogan

A população reivindicava a saída do país Rússia da Primeira Guerra Mundial.

O assassinato ocorreu em Sarajevo, capital da Bósnia executado por um estudante nacionalista sérvio, que fomentou uma desavença entre os dois países, onde a Áustria apresentou um ultimato à Sérvia exigindo um parecer dentro de um prazo, mas haviam termos humilhantes que constituíam o ultimato, impossibilitando assim qualquer uma resposta.

Aliada a Alemanha, a Áustria, declarou guerra à Sérvia, que por sua vez era aliada da Rússia, que tinha ainda como países aliados a Inglaterra e a França. Afirmações garantem que o assassinato foi apenas um estopim para a guerra ocorrer, já que as potências europeias que ditavam a busca pela paz entre si, ao mesmo tempo se envolviam cada vez mais com a vertente armamentista, investindo alto em aparatos e munições.

No decorrer da Guerra, várias e intensas crises sociais foram surgindo e consequentemente afetava diretamente as sociedades europeias. Nos três primeiros anos de conflitos que marcaram o conflito, havia grande falta de alimentos e era crescente o número de feridos, mutilados e mortos no front de batalha, além da população civil.

Após tantas perdas, alguns países envolvidos tiveram que se recompor para recuperar soldados e armamentos, obrigando portanto, o alistamento militar, os reservistas camponeses também eram foram convocados. Para a Rússia isso foi muito drástico, pois acabou enviando pessoas despreparadas a guerra, selando seus destinos.

No ano de 1917, em meio a tanta desordem social, a Rússia então governada pelo absolutista Czar Nicolau II, impôs à sociedade altas taxas de impostos e a população reivindicava melhorias para a qualidade de vida, como a redução dos tributos bem como a saída do país da guerra, já que não adquiriam qualquer benefício com a mesma.

líderes russos

O principal motivo da saída da Rússia da Guerra estava relacionado aos enormes problemas políticos internos.

Em fevereiro do mesmo ano, o partido liberal-conservador russo, decidiu destituir o Czar Nicolau II do poder e logo implantou um governo provisório que contava com a ajuda e apoio da burguesia. Tempos depois aconteceu a Revolução Socialista na Rússia liderada por Lênin e Trotsky, que promoveu a entrada dos próprios no poder, assim foi instituído a nacionalização da economia e o socialismo.

A mais importante medida realizada foi conceder a anistia dos exilados e retirar os contingentes de soldados russos da Primeira Guerra, somente assim o país saiu do conflito. O principal motivo estava relacionado aos enormes problemas políticos internos. Após a saída o líder Russo assinou junto à Alemanha um Tratado de Paz entre as nações, denominado Brest-Litovsk em 1918. Com isso o país perdeu vários territórios para a Alemanha, como a Estônia e a Finlândia e acabou ancorando a mesma de forças, o que reascendeu a crença de sua vitória durante a Primeira Guerra Mundial.

      

Fique informado receba nossas atualizações gratuitamente !

Textos:

Sugestão de presente para seu primeiro namorado
Dia dos Pais 2012 Presentes
Feriado de 2013 no RJ