Posts Tagged alergia

Pálpebra superior inchada

Algumas pessoas sentem em determinados momentos um inchaço nos olhos, propriamente nas pálpebras, esse desconforto, pode ser prejudicial a visão e as causas podem estar relacionadas a diferentes fatores. Para identificar o que está provocando essa reação é importante observar os hábitos de vidas a partir de alguns detalhes, como o uso de produtos no rosto, lentes de contato, colírios ou mesmo ao não uso do óculos de sol.

Geralmente esse inchaço associado ou não a vermelhidão pode ser o indicativo de uma possível infecção. Pode ser classificado em dois tipos de inchaço que possuem consequências agravantes. Portanto, sisudez do mesmo será determinada através de sintomas mais evidentes, como a sensibilidade e dores no local.

pálpebra inchada

Uso de maquiagem com data de validade vencida também pode provocar inchaço das pálpebras.

Quando a pálpebra está inchaço e a pessoa ainda sente dor local pode ser proveniente de:

  • Infecções – causadas por vírus e bactérias;
  • Conjuntivite – inflamação causada pela reação alérgica a poluentes ou substâncias irritantes como poluição e o cloro de piscinas;
  • Blefarite – inflamação da margem de olho causada por uma infecção bacteriana devido disfunções das glândulas que produzem a parte oleosa da lágrima;
  • Alergia – surge devido ao contato ou uso de produtos químicos.

Quando não há dor somente inchaço, os fatores são semelhantes, porém são menos graves:

  • Bloqueio glandular – consequência da superprodução de fluidos no interior do olho;
  • Lentes de contato – falta de higiene ou determinadas soluções de limpeza podem causar danos ao globo ocular.

Quando surgirem esses sintomas, o recomendável é procurar o médico oftalmologista, que irá diagnosticar as causas e o melhor tratamento para resolver o desconforto. Para evitar maiores problemas, independentemente da causa do inchaço é importante não fazer automedicação, e abster-se de coçar ou esfregar o local, também não se deve utilizar qualquer solução líquida para tentar aliviar o inchaço, esperara a prescrição médica é mais indicado.


Alergia pintas vermelhas corpo

A alergia acomete mais de 1/3 da população e cada pessoa desenvolve a doença por causa da hipersensibilidade a uma substância que geralmente é inofensiva, porém pode se tornar mais branda de não cuidada e as substâncias não forem evitadas devidamente. Existe uma infinidade de substâncias chamadas de alérgenos, que podem causar todo o processo alérgico. Se dividem em áreas de atuação, seja, olhos, via respiratórias, no trato digestivo e a que mais tem indícios de surgir – a alergia na pele.

Os agentes principais que causam a alergia são: ácaros, insetos, fungos, polens de flores, alguns alimentos, medicamentos, pelo de animais, pó doméstico, substâncias químicas, cosméticos e fitoterápicos.

A sensibilização acontece quando se dá o contato com o alérgeno que estimula a produção de IgE (Imunoglobulina E) que reage na tentativa de combater a ação da substância, mas ao se unir com os receptores de superfície, desencadeia a liberação de todos os mediadores inflamatórios do processo alérgico.

marcas avermelhadas na pele

A prevenção do problema está em e evitar o contato com substâncias que podem vir a desencadear uma reação alérgica.

Os sintomas das crises alérgicas variam de cada caso e tipo de alergia, mas em geral o paciente sente febre, diarreia, dor de cabeça, coceira, e o mais comum, rubor seguido por vermelhidão na pele.

Os problemas de pele provenientes da alergia ainda causam inúmeras reações imunológicas, que comumente é caracterizado pelo surgimento de manchas ou pintas avermelhadas no corpo, devido a ação de agentes alérgenos.

  • Eczema atópico – cria pequenas lesões avermelhadas, ressecadas que provocam intensa coceira na pele, mais comum na parte posterior dos joelhos, pescoço, tornozelos, punhos, dorso das mãos e na parte interna dos cotovelos;
  • Urticária – forma pápulas avermelhadas que se unem e criam uma placa saliente, muitas vezes seguida de um forte prurido que aparece rapidamente em vários lugares do corpo. Pode ser:
  • Aguda: atinge grandes áreas da pele com quadro intenso, mas dura alguns dias.
  • Crônica: as lesões são menores, porém o quadro menos intenso é de longa duração.
  • Eczema de contato – causa vermelhidão, inchaço e formação de pequenas bolhas com secreção, se for o tipo aguda, a reação é imediata, já a crônica o dano surge devido a exposição cumulativa.

Em todos os casos o tratamento é realizado baseando-se no agente alérgeno e da fase em que se encontra o paciente. Com essa variação o tratamento é devidamente prescrito pelo médico dermatologista, que comumente recomenda a utilização de medicações para uso local e oral, que possam diminuir o processo inflamatório e as consequências do mesmo, evitando assim mais lesões na pele entre outros problemas.