Posts Tagged visão

Pálpebra superior inchada

Algumas pessoas sentem em determinados momentos um inchaço nos olhos, propriamente nas pálpebras, esse desconforto, pode ser prejudicial a visão e as causas podem estar relacionadas a diferentes fatores. Para identificar o que está provocando essa reação é importante observar os hábitos de vidas a partir de alguns detalhes, como o uso de produtos no rosto, lentes de contato, colírios ou mesmo ao não uso do óculos de sol.

Geralmente esse inchaço associado ou não a vermelhidão pode ser o indicativo de uma possível infecção. Pode ser classificado em dois tipos de inchaço que possuem consequências agravantes. Portanto, sisudez do mesmo será determinada através de sintomas mais evidentes, como a sensibilidade e dores no local.

pálpebra inchada

Uso de maquiagem com data de validade vencida também pode provocar inchaço das pálpebras.

Quando a pálpebra está inchaço e a pessoa ainda sente dor local pode ser proveniente de:

  • Infecções – causadas por vírus e bactérias;
  • Conjuntivite – inflamação causada pela reação alérgica a poluentes ou substâncias irritantes como poluição e o cloro de piscinas;
  • Blefarite – inflamação da margem de olho causada por uma infecção bacteriana devido disfunções das glândulas que produzem a parte oleosa da lágrima;
  • Alergia – surge devido ao contato ou uso de produtos químicos.

Quando não há dor somente inchaço, os fatores são semelhantes, porém são menos graves:

  • Bloqueio glandular – consequência da superprodução de fluidos no interior do olho;
  • Lentes de contato – falta de higiene ou determinadas soluções de limpeza podem causar danos ao globo ocular.

Quando surgirem esses sintomas, o recomendável é procurar o médico oftalmologista, que irá diagnosticar as causas e o melhor tratamento para resolver o desconforto. Para evitar maiores problemas, independentemente da causa do inchaço é importante não fazer automedicação, e abster-se de coçar ou esfregar o local, também não se deve utilizar qualquer solução líquida para tentar aliviar o inchaço, esperara a prescrição médica é mais indicado.


Perigos do uso de lentes de contato

Devido aos problemas na visão inúmeras pessoas necessitam utilizar óculos com graus e espessuras diferentes. No entanto, muitas dessa pessoa não se acostumam a usar o objeto, seja por questões de adaptação ou mesmo pela estética. Numa tentativa de fugir da imagem e em alguns momentos do desconforto de usar óculos, muitas pessoas aderem ao uso constante de lentes de contato.

A tecnologia vem aprimorando cada vez mais os tipos de lentes contato, que se dividem de acordo com a função específica –

  • Corretivas: utilizada para corrigir erros de refração, como problema de miopia.
  • Cosméticas: utilizada para colorir e dar formas diferenciadas ao olho.
  • Corretivo cosméticas: utilizada para corrigir e colorir a córnea.
  • Terapêuticas: utilizadas para tratar distúrbios não refrativos do olho pós cirurgias corretivas

As lentes de contato são eficientes, mas possuem grande riscos provenientes do seu uso, desde o manuseio quanto a durabilidade. O maior problema relacionado as lentes de contato está na má utilização da mesma. Muitas pessoas são mal informadas e acabam adquirindo diversos problemas por não saber como usar corretamente as lentes.

colocando lente de contato

Utilizar lentes de contato deve ser recomendação do oftalmologista, pois consiste em usar um corpo estranho dentro do olho.

Toda lente precisa ser limpa com as soluções indicadas para cada tipo, que pode ser gelatinosa, ou as rígidas e as lentes descartáveis. Além disso é necessário ainda limpar o estojo em que elas são guardadas, sendo também trocados a cada seis.

A lente deve ser retirada dos olhos obrigatoriamente antes de dormir, porque a lente já provoca uma diminuição da oxigenação da córnea, com as pálpebras fechadas esse problema só aumenta, podendo acarretar até mesmo uma úlcera de córnea.

Os problemas iniciais do mal uso das lentes de contato se apresentam em forma de vermelhidão, lacrimejamento, coceira, ardor e secreção. São inúmeras complicações que podem surgir simplesmente por causa da falta de higiene, a conjuntivite papilar, úlcera, edema, infecção, neovascularização e deformidades na córnea são os problemas mais graves, alem da cegueira que em casos mais graves pode vir a acontecer.


Vitamina A engorda

A vitamina A que na verdade é o caroteno ou retinol, possui grande funcionalidade no organismo, sendo uma das principais vitaminas que consegue proteger o corpo de infecções respiratórias agudas e também a diarreia. Além disso, a vitamina A é quem melhor mantém a saúde e bom estado do globo ocular, sentido da visão.

Em termos gerais, a vitamina A é fundamental para o desenvolvimento saudável das crianças, possui ainda propriedades que mantém o equilíbrio da mucosa e da pele. Como o corpo humano não produz vitamina A, é preciso buscá-la na grande fonte que são os alimentos. Os mais comuns são as carnes, fígado, gema, óleos de peixe, leite integral, em vegetais folhosos como o espinafre, cenoura, abóbora, e frutas como o mamão, as mangas, e o pêssego.

A ingestão elevada de caroteno, pode ser tóxica, quando em uma única dose for tomada acarretando uma intoxicação aguda ou durante tempo prolongado causa a intoxicação crônica. Isso em se tratando da ingestão e comprimidos ou suplementos com vitamina A. O problemas costumam surgir de forma lenta, podendo manisfestar a hipertensão intracraniana, a fraqueza generalizada e também cefaleia intensas. Há ainda deficiência óssea e comuns dores nas articulações.

vitamina A

O excesso de vitamina A pode deixar o cabelo pouco e áspero, provocando rachaduras labiais, pele seca e queda parcial das sobrancelhas.

O principal efeito causado pelo excesso de vitamina A no organismo pode ser observado através do tom da pele que passa a ter uma coloração amarelo-alaranjada, principalmente na palma das mãos e nas plantas dos pés, chamada de hipercarotenemia, mas a mesma é totalmente reversível quando a ingestão da vitamina é interrompida.

A vitamina A ainda pode ser adquirida em ampolas, cápsulas de gelatina mole, comprimidos mastigáveis ou efervescentes, sendo muito utilizada na maioria dos multivitamínicos.

O ideal é consumir a vitamina A de acordo com a necessidade do organismo, caso contrário pode surgir outras complicações como falta de apetite, cansaço, edemas, irritabilidade, aumento do baço e fígado, e até mesmo aumentar a incidência de câncer, principalmente de intestino e mama.

Não há nenhuma confirmação de que a ingestão de vitamina A possa engordar uma pessoa. Pelo contrário, as propriedades que a constituem favorecem o organismo, mesmo porque nenhuma vitamina possui calorias. Os suplementos podem ter calorias sim, devido o revestimento de açúcar, mas a quantidade é irrelevante.